Bastidores da política externa americana

Os segredos da diplomacia americana

O jornal El Pais, em colaboração com outros jornais na Europa e nos Estados Unidos revela o conteúdo de documentos que vazaram, revelando mais segredos da política externa dos EUA. Esta é uma coleção de mais de 250 mil mensagens a partir do Departamento de Estado dos Estados Unidos, obtidas pelo site Wikileaks, em que são revelados episódios inéditos que ocorreram em pontos de conflito de diversas partes do mundo, despindo completamente a política externa americana, trazendo à luz os seus mecanismos, fontes, deficiências e obsessões. Isso facilita a compreensão dos cidadãos sobre as circunstâncias em que se desenvolve o lado escuro das relações internacionais. Leia o restante no site El País.

cia, espionagem, eua, usa, diplomacia, americana
Fonte: El País

Confira alguns chismos (fofocas) dos americanos:


Nicolas Sarkozy - França

A embaixada dos Estados Unidos em Paris acredita que o presidente é "suscetível e autoritário", destacando suas críticas a colaboradores.

Hugo Chávez - Venezuela

Um vice-secretário americano, Philip Gordon, conta uma conversa que teve com um conselheiro do presidente francês, Jean-David Lévitte, na qual foi dito que Chávez está "louco" e que até mesmo o Brasil não podia apoiá-lo. Outro documento mostra que a diplomacia americana trabalhou para isolar o presidente venezuelano.

Muammar Gaddafi - Libia

Um texto diz que Gaddafi é "quase obsessivamente dependente de um pequeno núcleo de funcionários de confiança" e aparentemente não pode viajar se não estiver acompanhado de uma "voluptuosa" enfermeira ucraniana. Acredita-se que Gaddafi tenha medo de voar sobre o mar e de pernoitar em andares altos de edifícios.

Angela Merkel - Alemanha

Um documento a considera "contrária à tomada de riscos e raramente criativa". Seu ministro das Relações Exteriores, Guido Westerwelle, teria uma "personalidade exuberante", mas pouco conhecimento de política externa.

Silvio Berlusconi - Itália

Um importante diplomata o descreve como "irresponsável, vão e pouco eficaz como líder europeu moderno". Outro documento o descreve como "frágil física e politicamente", que não descansa apropriadamente por causa das festas que dá até altas horas da madrugada.

Cristina Kirchner - Argentina

O Departamento de Estado americano pediu à embaixada em Buenos Aires informações sobre "o estado de saúde mental" da presidente, segundo um dos documentos vazados".

Hamid Karzai - Afeganistão

Um documento o descreve como "extremadamente frágil" e passível de acreditar em teorias conspiratórias. Karzai mantém uma relação difícil com o presidente americano, Barack Obama.

Dimitri Medvedev - Rússia

Apesar de ser oficialmente o chefe de Estado e chefiar o primeiro-ministro, Vladimir Putin, a embaixada americana em Moscou diz que Medvedev "é o Robin do Batman, Putin".

Comentários

  1. imagina esse monte de criatura cheia de problema mas com poder... não podia dar noutra... encanaram o cara

    ResponderExcluir
  2. maracutaia da grossa

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou sugestão.

Postagens mais visitadas deste blog

As jornalistas mais belas do século passado

Wing Chun kung fu - tenha aulas online e de graça

Shakira: fotos sensuais da cantora colombiana