quinta-feira, 7 de junho de 2012

O perfeito erro de uma ideia improvável

O conceito pode parecer simples para quem ousou proferir tais palavras sequenciais. Não é como perguntar quantos gigas cabem em um cartão de memória de 1Gb, ou quantas meia duzias cabe numa duzia. No entanto, ao analisarmos mais aprofundadamente, perceberemos nuances e detalhes que passaram desapercebidos a primeira vista do inexperiente gafanhoto.

buda meditando, reflexao, budismo, zen

Acho que o perfeito erro de uma ideia improvável é contradição pura. Começando porque a ideia negativa que o termo 'erro' nos traz, não pode ser perfeita, já que a concepção de perfeição é boa. Segundo porque se o erro partiu de uma ideia, uma ideia é algo interno e pessoal, não necessariamente sendo verdade. 

Mas... se a ideia é algo íntimo, pessoal e se ela era improvável... onde está o erro?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou sugestão.