Analisando a coreografia do clip: Skank - sutilmente

A ideia original era de usar a letra 'muy peculiar' da música 'sutilmente' do skank e fazer um post sem objetivo algum.  Por que eu faria isso? Não importa.

Ah... A letra e o som dessa música trazem algo à lembrança. Falam de conceitos que se encontram raramente em plenitude, bla bla bla... 

Então vamos lá:

skank sutilmente, samuel rosa

O clip começa bem... no escuro.. daí ouve-se os primeiros acordes enquanto lentamente se visualiza dedos dedilhando (redundância) cordas de um violão.

Em seguida a imagem sobe e nota-se a camisa do cantor. Eu uso uma parecida com essa. Não dessa cor.. mas isso não importa. Se ficasse só nisso estaria uma maravilha!

Mas daí entra em cena a mão do artista.

E quando o cantor fala: 'Quando eu estiver fogo' uma lampada 220v liga-se atras dele e ela vai se afastando lentamente até revelar algumas pessoas multicolores caídas ao chão atrás do cantor. É como se ele fosse o homem aranha pisando na parede enquanto ao chão algumas pessoas formavam um simbolo meia lua.

Daí quando o cantor fala 'e quando eu estiver triste, simplesmente me abrace' as criaturas amarelas até então imóveis ao chão começam a rolar. E quando o cantor canta 'e quando eu estiver louco...' As criaturas azuis criam vida e começam a bailar. Em seguida aparece, misteriosamente, uma pessoa roxa que entra na coreografia.. Em seguida surgem mais umas pessoas vermelhas e elas formam um circulo completo de dançarinos multicolores rolando no chão ao som da melodia... e o cantor some.

E você ali observando tudo da janela do seu apê como se isso estivesse acontecendo no playground lá embaixo. Abismante.

Dai aos 1:59 minutos do clip a imagem passa para a bateria da banda mas as criaturinhas multicolores ainda insistem em aparecer e correm pelo canto superior da imagem porque agora é toda a banda que está presa a parede.

A música prossegue e as criaturas lá de baixo acham um pirulito gigante e começam a rodopiá-lo numa vã tentativa de hipnotizar aqueles que por alguma razão vierem a não crer que essa foi uma boa coregrafia.

Em seguida caem balões na derradeira tentativa de conquistar ao menos o público infantil... A partir desse momento a coisa vira uma uma zona... guarda-chuvas se abrem e nem ta chovendo... balões são soltos... tudo vira uma festa depois de litros de cerveja. Gente vendo Deus... Milagres acontecendo.... Pernas de pau que se curam.. enfim ... uma maravilha.
___
Arte é arte. O que seria de nós sem a arte?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As jornalistas mais belas do século passado

Wing Chun kung fu - tenha aulas online e de graça

Shakira: fotos sensuais da cantora colombiana